INÍCIO

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Caetano Veloso "Cinema Transcendental" (1979)

(Foto: Reprodução do site O Nordeste)
"Cinema Transcendental" é considerado um dos últimos capítulo da fase áurea de Caetano Veloso, o disco conserva o alto nível de seus predecessores, trazendo um material ainda mais diverso. O disco combina canções sintéticas no formato pop e momentos experimentais, intimistas ou mesmo de caráter regional.

A qualidade e simplicidade com que Veloso articula poesia, melodia e harmonia em canções como “Oração ao Tempo” e “Menino do Rio” saltam aos ouvidos desde a primeira audição. Não por acaso, essa dupla é favorita dos intérpretes brasileiros: Maria Bethânia, Djavan e Luiza Possi gravaram “Oração ao Tempo”, enquanto João Gilberto, Maria Rita e Baby Consuelo escolheram “Menino do Rio”. Também é digna de nota a belíssima interpretação de “Vampiro”, de Jorge Mautner, e de “Elegia”, de Péricles Cavalcanti e Augusto de Campos. Contudo, é possível perceber alguns momentos de inconsistência na segunda metade do disco: o material musical em “Louco Por Você” é muito pequeno para sua longa duração, e, no final do disco, predominam canções experimentais e regionais de menor relevância (salvo “Cajuína”).

Destaque para "Vampiro" parceira com Jorge Moutner
Os arranjos de Cinema Transcendental combinam elementos acústicos e elétricos. Nas canções de estética pop, predominam violão (modificado), guitarra, teclado e bateria. Nas canções intimistas ou regionais, o violão aparece sem efeitos, acompanhado de percussão e, em alguns momentos, de outro instrumento, como a sanfona em “Cajuína” ou a flauta de bambú em “Aracajú”.

A década de ouro da carreira de Caetano Veloso termina com um ótimo disco. O compositor permanece inspirado e comprometido na tarefa de produzir canções de qualidade notável. Além disso, seu talento como intérprete surpreende a cada disco, como se ouve em “Vampiro”, uma de suas melhores gravações em estúdio. Enfim, apesar do final destoante, Cinema Transcendental é composto, em sua maior parte, por brilhantes canções que permanecem vivas no repertório do compositor e no imaginário de seus tantos admiradores.

Fonte clique aqui 
Leia o artigo Cinema Transcendental - O Reino de Eros 

BAIXE O DISCO CLICANDO NA CAPA

Nenhum comentário:

Postar um comentário